voltar ao início
Arquivo & Biblioteca

Cronologia


[registo específico]
Terça-feira, 27 de Agosto de 1907Alves Roçadas ataca os Cuamatas

00423

0102
Alves Roçadas atravessa o rio Cunene, com o objectivo de pôr termo à revolta dos Cuamatas e ocupar a parte portuguesa do Ovampo (território parcialmente integrado no Sudoeste Africano, após o acordo luso-alemão de 1886 que fixara as fronteiras sul de Angola), vingando a derrota de 1904, em que uma primeira operação militar além-Cunene fora desbaratada e sofrera cerca de 250 mortos e desaparecidos, no que ficou conhecido como o «desastre do Vau do Pembe». A 4 de Outubro, toma a embala de Nalueque, dominando os respectivos sobas, mas acaba por retirar (só mais tarde, sob a direcção de João de Almeida, governador do distrito da Huíla, são construídos diversos postos militares no baixo Cubango e no baixo Cuito). Alves Roçadas regressa a Lisboa, onde é recebido triunfalmente, sendo nomeado ajudante-de-campo do rei e seu conselheiro. Voltará a Angola para desempenhar funções de governador geral até à implantação da República.

ano: 1907 | tema: Questão Colonial
palavras-chave: Alves Roçadas Angola Cuamatos Sudoeste Africano João de Almeida 

voltar



Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | arquivo@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt