voltar ao início
Arquivo & Biblioteca

Cronologia


[registo específico]
Maio de 1912Reactivado o Centro Académico de Democracia Cristã

035037


Na sequência da publicação de "O Imparcial", o campo católico continua a sua reorganização, reactivando o Centro Académico de Democracia Cristã, para que é escolhida uma nova direcção. Este relançamento esteve nas mãos dos mais jovens, já que os seus anteriores dirigentes "ou faleceram ou foram exilados ou remetidos ao silêncio". Lançaram "O Imparcial" "um jornal de combate" (publicado até 1919), dirigido por Manuel Gonçalves Cerejeira, a que se junta António Oliveira Salazar, Diogo Pacheco de Amorim, Joaquim Diniz da Fonseca, Francisco Veloso e José Nasolini, entre outros. Este grupo reabre o CADC, agora dirigido por Cerejeira e Salazar, avançando para a reorganização do campo católico através da Federação das Juventudes Católicas Portuguesas, cujo I Congresso terá lugar em Coimbra em 1913. A partir de 1922, o CADC publica a revista "Estudos" (até 1970). "Os militantes do CADC empenham-se nas lutas académicas e nas lutas pela liberdade religiosa e pela liberdade da Igreja, ao longo desta década, vindo por isso a ingressar também o Centro Católico, fundado em 1917." (BRAGA DA CRUZ, Manuel, "Centro Académico de Democracia Cristã").

ano: 1912 | tema: Vida Política
palavras-chave: CADC O Imparcial Cerejeira Salazar 

voltar



Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt