voltar ao início
Arquivo & Biblioteca

Cronologia


[registo específico]
Terça-feira, 10 de Junho de 1913Lançadas bombas sobre o cortejo camoniano em Lisboa

039041


São lançadas bombas sobre o Cortejo Camoniano, realizado em Lisboa e que desfilava do Terreiro do Paço ao Chiado e à estátua de Camões, reunindo centenas de pessoas, com a participação de bandas musicais, escolas e outras associações, estando o Governo e o corpo diplomático a assistir. Um grupo de desempregados, com a bandeira "Pão e Trabalho" pretende tomar lugar no cortejo, sendo a polícia chamada a intervir. Na rua do Carmo são arremessadas bombas sobre este cortejo matando um vendedor de hortaliças, um operário de Castelo de Vide, um dos próprios implicados e havendo, ainda, a registar vários feridos. O Governo, responsabilizando os sindicalistas pelo sucedido, responde a este incidente com dureza, efectuando um grande número de prisões (por exemplo, Alexandre Vieira), encerrando a Casa Sindical e fazendo deportar alguns dos presos, entre os quais o anarquista Pinto Quartim.

ano: 1913 | tema: Violência (política)
palavras-chave: Cortejo Camoniano Atentado Pinto Quartim Alexandre Vieira 

voltar



Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt