voltar ao início
Arquivo & Biblioteca

Cronologia


[registo específico]
Sábado, 24 de Janeiro de 1914Carta-programa do Presidente da República

039111


Manuel de Arriaga, na impossibilidade de dissolver o Parlamento, escreve uma carta-programa aos chefes dos partidos. Nesta, considera necessário "pôr tréguas" na vida política nacional, terminando com as divergências dentro da campo republicano. O Presidente da República, sugere, sob pena de se demitir, a formação de um governo extrapartidário para tratar de questões que considera fundamentais, tais como a elaboração e discussão de um orçamento, a aprovação de uma amnistia, a revisão da lei de separação e a garantia de "genuidade" do voto no acto eleitoral. "O Governo responde ao projecto de carta do presidente que lhe havia sido comunicado por Afonso Costa apresentando a sua demissão, embora mantendo-a secreta até se considerar, de acordo com o presidente da República, o momento azado para a anunciar. Ao mesmo tempo pedia ao chefe do Estado «em nome dos mais altos interesses da República, que desista da remessa da sua carta aos representantes dos partidos e de qualquer propósito de renunciar à sua elevada magistratura.» Mas a carta foi enviada, e Brito Camacho, em nome dos unionistas, em 31 de Janeiro, e António José de Almeida, em 1 de Fevereiro, davam o seu apoio à iniciativa presidencial." (Rêgo, Raúl, "História da República").

ano: 1914 | tema: Vida Política
palavras-chave: Manuel de Arriaga Amnistia Lei de Separação do Estado das Igrejas 

voltar



Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | arquivo@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt