voltar ao início
Arquivo & Biblioteca

Cronologia


[registo específico]
Quarta-feira, 7 de Agosto de 1918Manifesto do Partido Republicano

039660


O Partido Republicano Português publica um manifesto sobre matéria de ordem política, financeira, económica e internacional, pretendendo constituir uma base do acordo entre os partidos constitucionais para defesa da República e para a organização da resistência republicana. Embora elaborado pelo Directório do Partido Republicano Português, recolheu o apoio do evolucionismo e do unionismo. João Chagas, no seu "Diário", relata a conversa com Leote do Rego que lhe diz que Álvaro de Castro dirige o empreendimento de tentar derrubar Sidónio Pais. O manifesto representa o compromisso de todos os republicanos de todos os matizes, porque membros de todas as colectividades políticas o assinaram. Programa adoptado: "Constituição de 1911 com o princípio de dissolução que deverá ser imediatamente aplicado (…). Continuação da nossa política internacional ao lado de Inglaterra e dos aliados, como penhor dos nossos direitos como nação livre e independente e da integridade do nosso império colonial; eleições políticas e administrativas dentro do mais curto prazo; entrega de todos os cargos de confiança, civis ou militares, a cidadãos honestos e competentes que sejam republicanos; abolição de todas as leis de excepção, especialmente as que restrinjam a liberdade de pensamento, de reunião, de associação; amnistia para todos os crimes de natureza política ou social, ou delas derivados, não se compreendendo neste número os atentados contra a vida, contra a liberdade ou propriedade dos cidadãos." Trata de "O problema religioso": pleno período de "reacção clerical". Questão aberta à discussão devendo, contudo, ser mantida orientação liberal já conquistada. De Outubro de 1918 a Janeiro de 1919 e segundo Álvaro de Castro assistiu-se ao agremiar todos os elementos de resistência, ao conjugar de forças dos partidos constitucionais. Diz: "(…) nós tínhamos organizado todos os elementos de resistência republicana dos 3 partidos constitucionais e tínhamos conseguido tirar à ditadura todos os elementos valiosos que ela, porventura, ainda contava para atacar a República, juntamente com os monárquicos."

ano: 1918 | tema: Vida Política
palavras-chave: Manifesto Partido Democrático 

voltar



Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | arquivo@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt